Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Questoes e Gabaritos

Voltar ao sumário

 

 

Anestésicos tópicos


 

1. São condições que permitem a melhor penetração
dos anestésicos tópicos na pele, exceto:
a. Maior hidrossolubilidade do fármaco
b. Desengorduramento com acetona
c. pKa do agente próximo ao pH da pele.
d. Uso prévio de Laser ablativo
e. Oclusão
2. É correto afirmar-se sobre os anestésicos tópicos:
a. As substâncias do grupo das amidas são mais facilmente metabolizadas no plasma pela enzima pseudocolinesterase do que as do grupo dos ésteres
b. As amidas são mais estáveis em solução do que os ésteres
c. O metabólito gerado pela degradação dos anestésicos amidas é o acido paraminobenzóico (Paba), e por isso esse grupo de anestésicos é o que tem maior potencial de sensibilização
d. Os anestésicos do tipo ésteres são metabolizados no fígado
e. As amidas têm maior potencial de sensibilização
3. São fatores relacionados ao maior risco de efeitos
adversos sistêmicos, exceto:
a. Insuficiência renal e hepática
b. Oclusão
c. Aplicação em palmas e plantas
d. Aplicação em membranas mucosas
e. Aplicação em pele inflamada
4. Metemoglobinemia é efeito colateral provocado
principalmente por qual substância anestésica?
a. Tetracaína
b. Xilocaína
c. Lidocaína
d. Prilocaína
e. Cocaína
5. São sinais e sintomas da primeira fase da
intoxicação pela lidocaína:
a. Cianose e dispneia
b. Prurido, eritema e edema
c. Zumbido, gosto metálico, parestesia perioral
d. Angioedema
e. Convulsões e parada cardiorrespiratória
6. São substâncias anestésicas pertencentes ao grupo das
amidas:
a. Lidocaína e tetracaína
b. Prilocaína e lidocaína
c. Prilocaína e tetracaína
d. Benzocaína e tetracaína
e. Tetracaína e cocaína
7. Todas as afirmativas abaixo sobre as reações adversas
dos anestésicos tópicos estão corretas, exceto:
a. A dermatite de contato alérgica é mais comumente causada pela lidocaína do que pela prilocaína
b. A tetracaína tem como efeitos colaterais mais comuns edema, eritema e prurido no local de aplicação
c. Pode ocorrer lesão de mucosa conjuntival pelo contato inadvertido com anestésicos tópicos em creme, sendo causada pelo pH alcalino da formulação
d. As reações alérgicas graves aos anestésicos tópicos são muito raras
e. A metemoglobinemia é evento raro, mesmo em neonatos.
8. O tratamento da metemoglobinemia causada pelo
uso de anestésicos tópicos é feito através de:
a. carvão ativado
b. oxigênio e diálise
c. bicarbonato de sódio
d. oxigênio e azul da prússia
e. oxigênio e azul de metileno
9. São fatores predisponentes para a metemoglobinemia
causada pelos anestésicos tópicos, exceto:
a. Deficiência da enzima glicose-6-fosfato-desidrogenase
b. Uso concomitante de paracetamol
c. Prematuridade
d. Uso concomitante de dapsona
e. Uso concomitante de metoclopramida
10. É correto afirmar em relação aos anestésicos tópicos:
a. O uso de anestésicos tópicos não é associado a risco de morte
b. Os anestésicos tópicos nunca podem ser aplicados em crianças com menos de dois anos devido ao alto risco de metemoglobinemia
c. A absorção dos anestésicos em preparações manipuladas nem sempre equivale à dos produtos comerciais, mesmo quando em concentrações iguais
d. A associação dos anestésicos tópicos aos anestésicos injetáveis não oferece risco adicional.
e. Em adultos, a aplicação de Emla em área superior a 200cm2 já pode causar efeitos colaterais sistêmicos

Gabarito do número anterior

1. C 2. E 3. D 4. A 5. C 6. C 7. D 8. B 9. A 10. B
© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações