Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Questoes e Gabaritos

Voltar ao sumário

 

 

Profilaxia em cirurgia dermatológica


 

1. Sobre o uso de profilaxia em cirurgia dermatológica
é correto afirmar:
a. Os antibióticos mais usados (penicilinas e cefalosporinas) são seguros e não possuem interações medicamentosas importantes.
b. O uso de profilaxia após cirurgia dermatológica em pacientes sem sinais de infecção diminui o risco de endocardite após o procedimento.
c. O risco de bacteremia após cirurgia dermatológica é semelhante ao encontrado em pessoas saudáveis não submetidas a procedimentos.
d. Há consenso quanto à utilização de profilaxia após cirurgias oncológicas, sejam elas tradicionais ou por cirurgia micrográfica de Mohs.
e. nda
2. Com o objetivo de prevenir endocardite bacteriana, o
uso de profilaxia está indicado em:
a. Retirada de nevo no dorso de paciente com prótese aórtica metálica.
b. Crioterapia para tratamento de angioqueratoma na perna de um transplantado renal.
c. Exérese de papiloma oral em idoso com história de prolapso mitral
d. Exérese de cisto pilar no couro cabeludo de paciente com comunicação intra-atrial.
e. Biópsia cirúrgica (fuso) de lesão sugestiva de paniculite no membro inferior de jovem com antecedente de tetralogia de Fallot
3. A profilaxia para artrite está indicada no seguinte caso:
a. Retirada de mucocele em jovem com placas e parafusos de fixação no fêmur.
b. Exérese em fuso de CBC em idosa com história de osteoporose e prótese total de quadril.
c. Blefaroplastia em paciente com história de prótese total de ombro e câncer de mama.
d. Exérese de cisto infectado em paciente recém-operado de prótese total de joelho.
e. Terapia fotodinâmica para tratamento de queratoses actínicas faciais em paciente com prótese articular no joelho.
4. Há elevado risco de infecção da ferida cirúrgica, com prejuízo
do processo de cicatrização nos seguintes casos, exceto:
a. Exérese de CBC no couro cabeludo
b. Retalho de transposição no nariz
c. Ampliação de margens de melanoma na perna
d. Biópsia por punch em paciente eritrodérmico
e. Exérese de CEC em cunha no lábio inferior
5. O uso de antibiótico tópico após procedimentos dermatológicos:
a. Reduz as taxas de infecção da ferida cirúrgica
b. Tem indicação em feridas potencialmente contaminadas
c. Não tem ação superior ao petrolatum ou vaselina
d. Raramente causam sensibilização
e. Todas as anteriores
6. É indicada profilaxia antiviral na seguinte situação:
a. Peeling de Baker periocular em paciente com antecedente de herpes labial
b. Dermoabrasão nas regiões malares de paciente com história de herpes genital
c. Exfoliação facial com laser de CO2 em paciente sem lesão prévia herpes
d. Peeling de Jessner e ATA para tratamento de melanoses nos membros em paciente sem história de herpes
e. 2 anteriores estão corretas
7. A porcentagem de pacientes sem antecedente de herpes
simples que apresenta sorologia positiva é de:
a. 5%
b. 35%
c. 50%
d. 70%
e. 90%
8. O momento ideal para administração de antibióticos
profiláticos é:
a. 2 horas antes do procedimento
b. 1 hora antes do procedimento
c. No intra-operatório
d. Até 2 horas após o procedimento
e. Depende da via de administração da medicação
9. Há indicação de profilaxia no seguinte caso:
a. Exérese de CEC em cunha no lábio inferior de paciente sem história de endocardite ou prótese articular
b. Curetagem de molusco em criança com antecedente de endocardite
c. Exérese em fuso com fechamento primário de nódulo subcutâneo na região axilar
d. Lipoaspiração de abdome
e. Todas as anteriores
10. A profilaxia não está indicada em:
a. Cirurgias no nariz
b. Procedimentos intra-orais
c. Exfoliação perioral
d. Cirurgias ungueais
e. Todas as anteriores

Gabarito do número anterior

1. A 2. D 3. C 4. B 5. A 6. D 7. D 8. D 9. A 10. C
© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações