Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Questoes e Gabaritos

Voltar ao sumário

 

 

Tratamentos estéticos e cuidados dos cabelos: uma visão médica (parte 2)


 

1. Como funcionam os alisantes químicos como o tioglicolato,
o hidróxido de sódio e a guanidina?
a. Quebram as pontes dissulfeto da molécula da queratina em caráter definitivo.
b. Quebram as pontes de hidrogênio da molécula de queratina em caráter temporário.
c. Quebram as pontes de hidrogênio da molécula de queratina em caráter definitivo.
d. Quebram as ligações iônicas entre os aminoácidos sulfurados em caráter definitivo.
2. O processo de lantionização consiste em:
a. Próprio do tioglicolato; é a quebra de uma molécula de cistina em duas cisteínas.
b. Exclusivo do hidróxido de sódio; é a substituição de um terço dos aminoácidos cistina em lantionina.
c. Exclusivo da guanidina; é a substituição de um terço dos aminoácidos lantionina em cistina.
d. É o mecanismo de ação dos hidróxidos (sódio, lítio e guanidina) e consiste na substituição de um terço dos aminoácidos cistina em lantionina
3. O mecanismo de ação do tioglicolato de amônio ou de
etanolamina consiste em:
a. Lantionização
b. Hidrólise
c. Quebra das pontes dissulfeto das moléculas de cistina
d. Quebra das pontes dissulfeto das moléculas de lantionina
4. Os alisantes químicos definitivos são incompatíveis com
cabelos tratados previamente com:
a. Tinturas permanentes
b. Descolorantes
c. Tonalizantes
d. Amônia
5. Das substâncias citadas, qual pode atuar tanto como alisante
quanto como permanente (enrola os fios em forma de
cacho quando aplicado sob rolos ou bigudins):
a. Tioglicolato
b. Hidróxido de sódio
c. Hidróxido de lítio
d. Hidróxido de guanidina
6. Qual substância está sendo usada de modo clandestino
para substituir o formaldeído nos alisamentos de cabelo?
a. Formol
b. Hidróxiapatita
c. Amônia
d. Glutaraldeído
7. Os aldeídos são substâncias mutagênicas e, portanto, passíveis
de efeitos colaterais danosos à saúde. Quais os principais
efeitos de curto ou longo prazo na utilização dos aldeídos
como alisantes capilares?
a. Pneumonia química
b. Câncer (leucemia, cérebro, vias aéreas)
c. Alterações do SNC e diminuição da acuidade visual
d. Todas as acima
8. Como alisantes capilares, qual a concentração permitida
pela ANVISA para uso dos aldeídos (formaldeído e glutaraldeído)?
a. 2%
b. Até 5%
c. 0,2%
d. Não são permitidos como alisantes em concentração alguma
9. O lauril sulfato de sódio e o laureto sulfato de sódio são
exemplos de surfactantes:
a. Aniônicos
b. Não iônicos
c. Catiônicos
d. Anfotéricos
10. O surfactante catiônico mais comumente usado em
xampus para cabelos quimicamente tratados é:
a. Cocobetaína
b. Laureto sulfato de sódio
c. Cetil-trimetil-amônio
d. Cocoanfocarboxiglicerinato

Gabarito do número anterior

1. C 2. E 3. B 4. C 5. E 6. A 7. D 8. A 9. B 10. D
© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações