Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Questoes e Gabaritos

Voltar ao sumário

 

 

Cirurgia micrográfica de Mohs


 

1. Sobre a Cirurgia Micrográfica de Mohs é correto
afirmar:
a. É o método de escolha para tratamento de tumores cutâneos.
b. A profilaxia com antibióticos está indicada quando o tempo cirúrgico exceder 1 hora.
c. Não está indicada para carcinomas basocelulares (CBC) superficiais.
d. Possui taxas de cura semelhante aos da cirurgia convencional, porém com maior preservação tecidual.
e. nda
2. Há consenso na indicação de CMM nos seguintes
casos, exceto:
a. Carcinoma basocelular nodular à 1 mm da borda palpebral
b. Carcinoma de Merckel
c. Carcinoma espinocelular (CEC) sobre cicatriz
d. Carcinoma basocelular micronodular recorrente na asa nasal
e. Carcinoma espinocelular pouco diferenciado de 1,5 cm pré-auricular
3. Com relação à curetagem feita antes da retirada do
tumor, podemos afirmar:
a. Pode ser útil para redução da massa tumoral friável.
b. É um método confiável para delimitação tumoral
c. Está sempre indicada nos casos de CBC
d. Reduz o número de fases da CMM
e. Está mais indicada em casos de margens mal definidas
4. A distância entre a margem clínica tumoral e a margem cirúrgica inicial deve ser de:
a. 1 mm
b. 2 mm
c. 3 mm
d. Depende da histologia do tumor
e. Depende da localização do tumor
5. O aplainamento da peça cirúrgica na lâmina tem por
objetivo:
a. Melhor visualização dos anexos cutâneos
b. Facilitar cortes seriados
c. Permitir o corte em um único plano da derme e epiderme
d. Diminuir a espessura do corte
e. nda
6. A coloração mais utilizada na CMM é a hematoxilina-eosina. Uma alternativa é o azul de toluidina.O
tumor em que ele é especialmente útil e sua cor característica são, respectivamente:
a. CBC – estroma rosa vibrante
b. CBC – células tumorais azuis
c. CEC – células tumorais rosa vibrante
d. CEC – estroma azul
e. CEC – células tumorais azuis
7. As taxas de cura para tratamento de CBC recorrentes
tratados com cirurgia convencional e CMM são, respectivamente:
a. 17% e 10%
b. 17% e 6%
c. 17% e 1%
d. 10% e 6%
e. 10% e 1%
8. Em caso de dúvida entre uma estrutura anexial e o
CBC na análise de uma lâmina, deve-se:
a. Solicitar cortes extras da lâmina
b. Utilizar outra coloração
c. Fazer imunohistoquímica
d. Considerar como tumor e ampliar margens
e. nda
9. Em caso de margem lateral comprometida, deve-se:
a. Ampliar as margens periféricas com margem de 1-2 mm
b. Repetir o procedimento realizado na primeira fase
c. Ampliar a margem comprometida com margens maiores de 3-4 mm para encurtar o tempo do procedimento
d. Ampliar margem comprometida com margem de 1-2 mm
e. nda
10. Há indicação de profilaxia com antibióticos:
a. Em todos os casos de CMM
b. Em nenhum caso de CMM
c. Depende da técnica utilizada
d. As indicações para a CMM são as mesmas da cirurgia convencional
e. nda

Gabarito do número anterior

1. E 2. D 3. D 4. C 5. B 6. B 7. C 8. D 9. B 10. D
© 2017 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações