Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Artigos
RelacionadosA consulta encontrou: 1 resultado(s)

Voltar ao artigo

 

Artigos Originais

Perfil de ácidos graxos livres em pacientes com acne vulgar

Profile of free fatty acid in patients with acne vulgaris

Farida Tabri; Anis Irawan Anwar; Nasrum Massi; Ilham Jaya Patellongi; Rahmawati Anwar

Resumo:

Introdução: A acne vulgar é um distúrbio inflamatório que afeta a unidade pilossebácea, apresentando alta prevalência entre adultos jovens. Estudos sugerem que os ácidos graxos livres (AGL) podem influencia-la, contudo, sua patogênese ainda não é totalmente conhecida.
Objetivo: Analisar a correlação entre o nível de ácidos graxos livres e a gravidade da acne vulgar.
Métodos: Quarenta e três alunas de ensino médio portadoras de acne leve, moderada e grave foram incluídas neste estudo. O nível de ácidos graxos livres, representado pelo nível de ácido palmítico, foi medido por cromatografia gasosa enquanto a detecção do Propionibacterium acnes foi realizada através do PCR. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para analisar a mediana da diferença do nível de ácido palmítico entre os grupos com diferentes graus de severidade da acne vulgar. Os resultados foram considerados significativos para valores de p <0,05.
Resultados: Catorze pacientes (32,6%) apresentaram acne vulgar leve, enquanto 14 e 15 pacientes apresentaram acne vulgar moderada e grave, respectivamente. Os grupos com acne grave e moderada apresentaram um nível de ácido palmítico significativamente maior quando comparado ao grupo com acne leve (p <0,05). O nível de ácido palmítico não foi associado à presença de P. acnes.
Conclusões: O aumento do nível de ácido palmítico mostrou-se associado à gravidade da acne. Assim, os níveis de AGL podem ser usados como marcadores para determinar a gravidade da acne vulgar.


Palavras-Chave: Ácidos graxos não esterificados, Acne vulgar, Propionibacterium acnes, Reação em cadeia da polimerase


Facebook Twitter Linkedin

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações