Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Artigos
RelacionadosA consulta encontrou: 8 resultado(s)

Voltar ao artigo

 

Artigos Originais

Latanoprosta e minoxidil: Estudo duplocego comparativo, placebo-controlado no tratamento da queda de cabelos

Latanoprost and minoxidil: comparative double-blind, placebo-controlled study for the treatment of hair loss

Leila David Bloch; Cassiano Carlos Escudeiro ; Fernanda Daud Sarruf ; Neusa Yuriko Sakai Valente

Resumo:

Introdução: A latanoprosta tem demonstrado potencial para o tratamento de queda de cabelos devido ao aumento da espessura e do comprimento dos cílios e hipertricose, observados com seu uso na área dos olhos.
Objetivo: Avaliar a eficácia da latanoprosta, isolada ou em associações, na redução da queda e/ou estimulando o crescimento de cabelos em pacientes portadores de eflúvio telógeno ou alopecia androgenética.
Métodos: Estudo duplo-cego comparativo, durante 180 dias, entre seis grupos: G1: placebo G2: minoxidil 5%; G3: minoxidil 5% + latanoprosta 0,005%; G4: latanoprosta 0,005%; G5: minoxidil 5% + latanoprosta 0,010%; G6: latanoprosta 0,010%. Foi feita a contagem em fototricograma do total e percentual de fios em fase anágena e telógena.
Resultados: Houve melhora para os grupos G2 (total de fios e número de fios anágenos em D92 e D180), G3 (total de fios e número de fios anágenos em D242), G4 (total de fios em D182; número de fios anágenos em D92 e D182) e G5 (total de fios em D182; percentual de fios telógenos e anágenos e número de fios anágenos em D92 e D182). O Tratamento do G6 não apresentou diferença significativa em relação ao placebo.
Conclusões: Os tratamentos com minoxidil 5%, minoxidil 5% + latanoprosta 0,005%, latanoprosta 0,005%, minoxidil 5% + latanoprosta 0,010% se mostraram eficazes no controle da queda e no aumento total de fios.


Palavras-Chave: Alopecia; Cabelo; Minoxidil

Laser de Erbium 2940 nm fracionado com pulso duplo, para o fotorrejuvenescimento: estudo clínico e histopatológico dos efeitos no tecido cutâneo

2940-nm Erbium Laser, fractionated with dual pulse, for photorejuvenation: clinical and pathologic trial of eff ects on skin tissue

Roberto A. Mattos, Neusa Y.S. Valente, Mônica Senise, Valéria B. Campos

Resumo: Introdução: Há anos, o laser de Erbium 2940 nm é utilizado no tratamento do fotoenvelhecimento, com duração de pulso de 0,25 ms. Atualmente, tem sido mais usado na forma fracionada. Uma nova duração de pulso de 5 ms foi introduzida, na tentativa de promover a coagulação do tecido, além de ablação, melhorando sua atuação no tratamento. Objetivo: Verificar o mecanismo pelo qual os raios desse laser atuam sobre o tecido cutâneo, em sua forma fracionada e com pulso duplo, clínica e histopatologicamente. Material e métodos: Seis pacientes do sexo feminino com fotoenvelhecimento acentuado (graus III e IV, na classifi cação de Fitzpatrick) foram submetidas a essa técnica. Realizaram-se biópsias uma semana antes e dois meses após o tratamento, e foram feitas avaliações clínica e histológica com a utilização das seguintes colorações: hematoxilina-eosina, Verhoeff e tricrômico de Masson. Resultados: Houve melhora clínica importante em todas as pacientes e a histologia mostrou focos de dimensões compatíveis com as do raio do laser (microbeam) disparado, no qual ocorria redução da elastose solar. Em dois casos com resultados mais expressivos, essas áreas foram mensuradas. Conclusões: Clinicamente, houve melhora acentuada nas seis pacientes tratadas. Encontraramse alterações focais de dimensões semelhantes às dos raios disparados, enquanto estudos anteriores com Erbium 2940 nm fracionado apresentaram áreas não circunscritas de neocolagênese.


Palavras-Chave: REJUVENESCIMENTO, FOTOENVELHECIMENTO, LASERS

Relatos de casos

Hidradenoma poroide: um raro tumor de anexo

Poroid hidradenoma: a rare adnexa tumor

Yasmin Gama Abuawad; Fabiana Oliveira da Silva; Larissa Karine Leite Portocarrero; Ticiana de A. Castelo Branco Diniz; Andrezza Telles Westin; Neusa Yuriko Sakai Valente

Resumo:

O hidradenoma poroide é uma neoplasia intradérmica benigna rara e pouco descrita na literatura. Afeta geralmente indivíduos idosos e caracteriza-se como nódulo solitário, indolor e bem circunscrito. O diagnóstico é firmado por características histológicas de hidradenomas e poromas. O tratamento é realizado através de excisão cirúrgica completa, evitando assim recidiva e malignização. Relatamos caso de uma paciente, 64 anos, com lesão nodular única, bem delimitada e assintomática há 5 meses.


Palavras-Chave: Neoplasias das glândulas sudoríparas; Neoplasias de anexos e de apêndices cutâneos; Poroma

Metástase cutânea de carcinoma folicular de tireóide mimetizando granuloma piogênico

Cutaneous metastasis of follicular thyroid carcinoma mimicking pyogenic granuloma

Caroline Paias Ribeiro; Fabiana Oliveira da Silva; Ticiana de A. Castelo Branco Diniz; Mario Cezar Pires; Neusa Yuriko Sakai Valente

Resumo:

O carcinoma folicular de tireóide é um tumor bem diferenciado, considerado o segundo subtipo mais comum de câncer de tireóide. Sua metástase geralmente ocorre por via hematogênica, principalmente para pulmões e ossos, porém é rara quando cutânea. Relatamos caso de paciente com carcinoma folicular de tireóide há 5 anos que percebeu lesão nodular exofítica de 1cm, eritematosa, friável no couro cabeludo com 7 meses de evolução, simulando granuloma piogênico. A biópsia revelou adenocarcinoma com diferenciação glandular e material coloide no lúmen. O perfil imuno-histoquímico foi positivo para CK-7 e tireoglobulina, favorecendo o diagnóstico de metástase cutânea de neoplasia primária da tireóide.


Palavras-Chave: Dermatologia; Granuloma piogênico; Neoplasias; Metástase neoplásica

Poroqueratoma: uma nova entidade clínica?

Porokeratoma: a new clinical entity?

Fabiana Oliveira da Silva; Ticiana de A. Castelo Branco Diniz; Yasmin Gama Abuawad; Marcella Amaral Horta Barbosa; Maria Isabel Ramos Saraiva; Thais Amaral Carneiro Cunha; Neusa Yuriko Sakai Valente

Resumo:

O poroqueratoma é entidade definida como acantoma com características de porocerato-se. Apresenta padrão histopatológico distinto de lamela cornóide e diferenças clínicas em relação à poroceratose típica. Trata-se de uma afecção recentemente descrita, com poucos casos relatados na literatura. Apresentamos caso de paciente do sexo masculino, 46 anos, com lesão nodular exofítica, localizada na região interglútea. O exame histopatológico evidenciou múltiplas lamelas cornóides, sendo as periféricas as mais bem definidas. Devido à apresentação clínica e histopatológica, o diagnóstico foi de poroqueratoma.


Palavras-Chave: Acantoma; Ceratose; Poroceratose

Semelhanças entre um pseudolipoma pós-traumático e um lipossarcoma: relato de caso

Similarities between a post-traumatic pseudolipoma and a liposarcoma: a case report

Márcio Martins Lobo Jardim; Ticiana A. Castelo Branco Diniz; Thaís do Amaral Carneiro Cunha; Neusa Yurico Sakai Valente

Resumo:

O Pseudolipoma pós-traumatico (PLPT) é uma proliferação de adipócitos maduros, não encapsulada, que se desenvolve após trauma local. Relatamos o caso de uma criança do sexo masculino, que exibiu uma tumoração no antebraço esquerdo, semanas após trauma contuso. Procedeu-se à biópsia da lesão e foi estabelecido o diagnóstico de PLPT. O caso relatado expõe as similaridades clínicas do PLPT com lipossarcoma, que também possui associação com trauma local prévio, pode se apresentar como tumoração de consistência amolecida e frequentemente se localiza no membro superior. Ambas as afecções são pouco relatadas nos periódicos dermatológicos, o que causa desconhecimento de suas características pelos dermatologistas.


Palavras-Chave: Lipoma; Lipossarcoma; Neoplasias pós-traumáticas; Traumatismos do antebraço

Dermatofibrossarcoma atrófico: a importância da suspeita clínica

Atrophic Dermatofibrosarcoma: the importance of clinical suspicion

Ticiana de Andrade Castelo Branco Diniz; Maria Isabel Ramos Saraiva; Marcella Amaral Horta Barbosa; Larissa Karine Leite Portocarrero; Priscila Kakizaki; Neusa Yuriko Sakai Valente

Resumo:

Dermatofibrossarcoma protuberante é tumor fibro-histiocítico de malignidade intermediária, relativamente incomum e recidivante. Sua variante mais rara é conhecida como atrófica, tipo morfeia ou dermatofibrossarcoma não protuberante, sendo de difícil diagnóstico clínico. Não há critérios dermatoscópicos bem estabelecidos, portanto o diagnóstico é histopatológico. Existem avanços nas áreas da imuno-histoquímica e da genética que auxiliam no diagnóstico e excisão cirúrgica completa. Relatamos um caso de dermatofibrossarcoma atrófico em paciente de 27 anos, revisado na literatura quanto aos aspectos clínicos, dermatoscópicos, histopatológicos e genéticos.


Palavras-Chave: DERMOSCOPIA; NEOPLASIAS; DERMATOFIBROSSARCOMA

Melanose tumoral - relato de caso

Tumoral melanosis - a case report

Ticiana de Andrade Castelo Branco Diniz; Maria Isabel Ramos Saraiva; Marcella Amaral Horta Barbosa; Larissa Karine Leite Portocarrero; Thais Amaral Carneiro Cunha; Neusa Yuriko Sakai Valente

Resumo:

Melanose tumoral é um termo histológico utilizado para indicar um acúmulo nodular de melanófagos na derme, que se apresenta clinicamente como uma lesão pigmentada. É geralmente associada com regressão de melanoma ou de outras lesões melanocíticas. Os autores apresentam o caso de uma paciente feminina de 45 anos, com uma mácula pigmentada na perna esquerda. A lesão foi completamente excisada e diagnosticada como melanose tumoral.


Palavras-Chave: MELANOMA; SKIN NEOPLASMS; DERMATOSCOPY


Facebook Twitter Linkedin

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações