Sociedade Brasileira de Dermatolodia Surgical & Cosmetic Dermatology

GO TO

ISSN-e 1984-8773

Artigos
RelacionadosA consulta encontrou: 23 resultado(s)

Voltar ao artigo

 

Artigos Originais

Reconstrução nasal após cirurgia micrográfica de Mohs: análise de 208 casos

Nasal reconstruction after Mohs micrographic surgery: analysis of 208 cases

Felipe Bochnia Cerci; Elisa Kubo

Resumo:

INTRODUÇÃO: O nariz é frequentemente acometido por carcinomas cutâneos. Devido à importância funcional e estética, tem como primeira indicação a cirurgia micrográfica de Mohs, método com a maior taxa de cura. Para reparo das feridas operatórias, inúmeras opções estão disponíveis incluindo cicatrização por segunda intenção, fechamento primário, enxertos cutâneos e retalhos. Em certos casos, deve-se considerar a combinação de métodos.
OBJETIVO: Descrever a experiência dos autores na reconstrução nasal após cirurgia de Mohs e avaliar se o número de subunidades anatômicas acometidas influenciou no uso de métodos combinados de reparo.
MÉTODOS: Estudo retrospectivo de casos consecutivos submetidos à cirurgia de Mohs e à reconstrução nasal por um dos autores, num período de três anos.
RESULTADOS: Foram incluídos 208 casos e o método de reparo mais comum foram os retalhos (n=82). A combinação de métodos foi utilizada em 44/154 (29%) casos com acometimento de apenas uma subunidade anatômica nasal e em 29/54 (54%) casos com múltiplas subunidades nasais envolvidas.
CONCLUSÕES: O cirurgião dermatológico deve se familiarizar com as diferentes opções de reconstrução nasal. A combinação de métodos de reparo foi frequentemente utilizada, principalmente para feridas com acometimento de mais do que uma subunidade nasal.


Palavras-Chave: Carcinoma basocelular; Cirurgia de Mohs; Enxerto; Neoplasias nasais; Retalhos cirúrgicos

Fatores de crescimento e cicatrização: experiência em um serviço de Dermatologia

Growth factors and healing: experience in a Dermatology service

Felipe Siqueira Ramos; Elisangela Manfredini Andraus de Lima; Flávia Regina Ferreira; Samuel Henrique Mandelbaum

Resumo:

INTRODUÇÃO: A cicatrização é um fenômeno que ocorre após lesão tecidual e envolve mecanismos celulares e moleculares complexos. Os fatores de crescimento parecem ser um complemento eficaz e seguro no tratamento das feridas.
OBJETIVO: Avaliar a cicatrização de feridas após eletrocoagulação, comparando-se o veículo isolado à sua associação com o fator de crescimento epidérmico.
MÉTODOS: Ensaio clínico duplo-cego em Serviço de Dermatologia entre 2016 e 2018. Incluídos pacientes de ambos os sexos, acima de 18 anos, submetidos à eletrocoagulação de duas lesões e posterior aplicação de veículo (cold cream) em uma e fator de crescimento epidermico em cold cream na outra. Avaliações com sete, 14 e 28 dias, analisaram: eritema, edema, crosta, secreção e cicatrização. Utilizou-se o teste binomial para duas proporções e o teste exato de Fisher para dados dicotômicos.
RESULTADOS: Em relação a eritema, edema, crosta e secreção foram encontrados resultados variáveis, ora favorecendo o veículo, ora o fator de crescimento, porém sem significância estatística. Quanto à cicatrização, a epitelização mostrou-se mais rápida com fator de crescimento epidermico (p<0,05).
CONCLUSÕES: Os resultados deste estudo, que avaliou o impacto do fator de crescimento epidérmico no processo de cicatrização, corroboram os dados da escassa literatura atual e servem de base para estudos futuros.


Palavras-Chave: Avaliação de medicamentos; Cicatrização; Fator de crescimento epidérmico

Comparação entre retalho paramediano frontal e retalho interpolado do sulco nasogeniano para reconstrução nasal após cirurgia micrográfica de Mohs

Comparison of paramedian forehead flap with nasolabial interpolation flap for nasal reconstruction after Mohs micrographic surgery

Felipe Bochnia Cerci

Resumo:

INTRODUÇÃO: Os retalhos interpolados constituem técnica consagrada para reconstrução nasal após remoção de câncer da pele. Idealmente, devem ser realizados após análise completa das margens cirúrgicas pela cirurgia micrográfica de Mohs.
OBJETIVO: Comparar o retalho paramediano frontal com o retalho interpolado do sulco nasogeniano para reconstrução nasal após cirurgia de Mohs.
MÉTODOS: Estudo retrospectivo descritivo de amostra consecutiva de pacientes submetidos a retalhos interpolados para reconstrução nasal após cirurgia de Mohs.
RESULTADOS: Vinte pacientes foram incluídos no estudo, dez submetidos a cada tipo de retalho. Dezoito (90%) pacientes tinham defeitos que envolviam múltiplas subunidades anatômicas nasais. Ponta (n = 10) e dorso nasal (n = 7) foram as mais afetadas em pacientes reparados com retalho paramediano frontal enquanto asa (n = 10) e parede nasal (n = 7) foram as mais envolvidas nos casos de retalho interpolado do sulco nasogeniano. Remoção de porção adicional de alguma subunidade foi realizada em 15 (75%) pacientes. Complicações foram mínimas e incomuns.
CONCLUSÕES: O retalho paramediano frontal foi mais indicado para defeitos que acometeram ponta e dorso nasais, enquanto o retalho interpolado do sulco nasogeniano foi mais indicado para restauração da asa nasal. O princípio das subunidades nasais permitiu camuflar as incisões.


Palavras-Chave: Cirurgia de mohs; Neoplasias nasais; Retalhos cirúrgicos

O uso do LED para o tratamento da acne

The use of LEDs in the treatment of acne

Felipe Ryuichi Yamada; Mônica Maciel da Silva; Katiuscia Rosette Scasni

Resumo:

Introdução: Uma nova modalidade de tratamento para a acne é o uso dos light emitting diodes (LEDs). A luz azul é indicada para o tratamento da acne por sua ação bactericida, e a luz âmbar por sua ação no metabolismo celular.
Objetivos: Comparar os efeitos do LED azul associado ao âmbar com os do LED azul isolado no tratamento da acne.
Métodos: Ensaio clínico randomizado, cego, em indivíduos de ambos os sexos, subdivididos em Grupo 1 (LED azul) e Grupo 2 (LED azul + âmbar), tratados em seis sessões, avaliados de forma qualitativa por meio de dois instrumentos subjetivos: um questionário e a Escala Visual de Percepção Facial.
Resultados: Participaram 10 voluntários, obtendo redução de 1,7 no escore de impacto psicossocial; e de 2,1 no de percepção facial, bem como melhora na contagem do número de lesões, com 60% de melhora leve e 10% de melhora moderada.
Conclusões: Observou-se que o uso do LED se mostrou eficaz para ambos os grupos, tanto na auto avaliação da melhora, quanto na diminuição do número de lesões, podendo ser considerada uma terapêutica eficaz e segura para o manejo da acne.


Palavras-Chave: pele; acne vulgar; lasers; luz; fototerapia; fisioterapia; impacto psicossocial

Uma nova proposta para avaliação de cosmecêutico antioxidante no tratamento da pele afetada pelos efeitos da vida urbana

A new proposal for the evaluation of an antioxidant cosmeceutical in the treatment of the skin affected by the effects of urban life

Sergio Schalka; Liliana Bechelli; Patricia Camarano Pinto Bombarda; Felipe Fernandes de Abreu

Resumo:

Introdução: A vida moderna nos grandes centros urbanos expõe seus moradores a novos fatores relacionados ao envelhecimento extrínseco, como a poluição, a dieta inadequada e o estresse emocional. Tratamentos propostos para esse padrão de envelhecimento incluem o uso de cosmecêuticos com ação antioxidante. Objetivo: Avaliar uma formulação contendo antioxidantes no tratamento da pele contra os efeitos da vida urbana. Métodos: Estudo clínico prospectivo, com avaliação de 33 voluntárias moradoras de centros urbanos. Medidas de avaliação clínica e instrumental, mediante a utilização de questionários específicos e imagens captadas pelo equipamento VISIA, foram realizadas nas visitas inicial e 28 dias após uso do produto aplicado duas vezes ao dia em associação à aplicação de fotoprotetor. Resultados: As comparações dos dados obtidos nos questionários utilizados, nas visitas inicial e final demonstraram melhora estatisticamente significativa na maioria dos itens. Houve redução de 15,78% no escore de envelhecimento extrínseco. A análise das imagens demonstrou melhora estatisticamente significativa (p < 0,05) para os itens "uniformidade de cor" e "redução de poros". Conclusões: O uso da associação de ativos antioxidantes promoveu melhora nos parâmetros clínicos e instrumentais do envelhecimento extrínseco relacionado aos fenômenos envolvidos na vida urbana, denominados "danos urbanos", apresentando-se como alternativa para essa nova indicação.


Palavras-Chave: COSMÉTICOS; ANTIOXIDANTES; POLUIÇÃO AMBIENTAL

Enxerto de cartilagem auricular para reconstrução nasal após cirurgia micrográfica de Mohs

Auricular cartilage graft for nasal reconstruction after Mohs micrographic surgery

Felipe Bochnia Cerci

Resumo: Introdução: a restauração da forma e função nasais após cirurgia de Mohs requer planejamento cirúrgico adequado. Defeitos nasais extensos e profundos, principalmente localizados na asa, podem demandar enxerto de cartilagem para ajudar a restaurar a função, a anatomia e a estética nasais. Objetivos: avaliar a utilidade de enxertos de cartilagem em reconstrução nasal após cirurgia micrográfica de Mohs, assim como descrever uma das técnicas para sua realização. Métodos: estudo retrospectivo de pacientes com defeitos cirúrgicos nasais decorrentes de cirurgia de Mohs submetidos a enxerto de cartilagem auricular. Resultados: dez pacientes foram incluídos no estudo. O enxerto de cartilagem foi retirado da anti-hélice/fossa escafoide em seis pacientes (60%) e da concha em quatro pacientes (40%). Todos os enxertos de cartilagem da anti-hélice/fossa escafoide foram retirados através de incisão anterior, enquanto os da concha foram retirados por excisão posterior. Houve uma complicação, hematoma, que drenou espontaneamente. Conclusões: Enxertos de cartilagem constituem método versátil, confiável e previsível de fornecer suporte estrutural em reconstrução nasal. É fundamental identificar os pacientes que podem se beneficiar da técnica. Mediante planejamento cauteloso e execução adequada, enxertos de cartilagem auricular melhoram significativamente os resultados de reconstruções nasais em casos selecionados.


Palavras-Chave: CIRURGIA DE MOHS; CARTILAGEM DA ORELHA; RETALHOS CIRÚRGICOS; NEOPLASIAS NASAIS; CARCINOMA BASOCELULAR

Retalho interpolado do sulco nasogeniano para reconstrução da asa nasal após cirurgia micrográfica de Mohs

Nasolabial interpolation flap for alar reconstruction after Mohs micrographic surgery

Felipe Bochnia Cerci; Tri H Nguyen

Resumo: Introdução: O retalho interpolado do sulco nasogeniano é retalho essencial em reconstrução nasal. Suas principais indicações são defeitos extensos e profundos da asa nasal. Objetivos: avaliar a utilidade do retalho interpolado do sulco nasogeniano para reconstrução alar após cirurgia micrográfica de Mohs, sobretudo em ambiente ambulatorial e sob anestesia local, bem como discutir refinamentos em seu design e execução. Métodos: Estudo retrospectivo de pacientes com defeitos de asa nasal decorrentes de cirurgia micrográfica de Mohs reparados com retalho interpolado do sulco nasogeniano. Resultados: 18 pacientes foram incluídos no estudo; sete (39%) tinham defeitos localizados apenas na asa e foram reconstruídos com retalho interpolado do sulco nasogeniano isoladamente; 11 (61%), entretanto, tinham defeitos envolvendo a asa e alguma subunidade anatômica adjacente. Esses pacientes foram submetidos a reconstrução combinada. Ressecção da porção remanescente de alguma subunidade foi realizada em 14 (78%) dos casos. Não houve complicações ou recorrência após seguimento médio de 29 meses. Ótimos resultados funcionais e estéticos foram alcançados em todos os pacientes. Conclusões: O retalho interpolado do sulco nasogeniano é retalho fundamental na reconstrução de defeitos alares após cirurgia micrográfica de Mohs. Se subunidades adjacentes como bochecha medial ou parede nasal estiverem envolvidas, o retalho interpolado do sulco nasogeniano deve ser combinado com outro método de reparo. O retalho interpolado do sulco nasogeniano pode ser realizado com segurança em ambiente ambulatorial.


Palavras-Chave: CIRURGIA DE MOHS; RETALHOS CIRÚRGICOS; NEOPLASIAS NASAIS.

Influência da suplementação nutricional no tratamento do eflúvio telógeno: avaliação clínica e por fototricograma digital em 60 pacientes

Influence of nutritional supplementation in the treatment of telogen effluvium: clinical assessment and digital phototrichogram in 60 patients

Flávia Alvim Sant'Anna Addor; Patricia Camarano Pinto Bombarda; Mario Sergio Bombarda Júnior; Felipe Fernandes de Abreu

Resumo: Introdução: O eflúvio telógeno (ET) é alopecia de evolução crônica e de etiologia multifatorial. A carência nutricional, por vezes subclínica, pode desencadeá-la. Objetivo: Avaliar a influência de uma suplementação nutricional em doses fisiológicas (IDR) sobre pacientes com eflúvio telógeno. Métodos: A suplementação de nutrientes em doses alimentares (IDR) foi realizada em 60 pacientes do sexo feminino durante 180 dias. Resultados: Houve melhora significativa da queda de fios (p<0,05), que foi confirmada pelo fototricograma digital, apontando aumento significativo dos fios anágenos e redução dos fios telógenos. Conclusões: O presente estudo demonstrou que nos casos de ET sem causa aparente, a reposição de nutrientes relacionados ao ciclo capilar apresenta benefício significativo na regressão do quadro, já a partir de três meses de tratamento.


Palavras-Chave: ALOPECIA; NUTRIENTES; CABELO.

Retalho paramediano frontal na reconstrução de defeitos nasais complexos após cirurgia micrográfica de Mohs

Paramedian forehead flap for complex nasal defects following Mohs micrographic surgery

Felipe Bochnia Cerci; Tri H Nguyen

Resumo: Introdução: o retalho paramediano frontal (RPF) é utilizado há séculos em reconstrução nasal. É retalho único em termos de restauração de defeitos nasais complexos. Ele é capaz de restaurar contorno, textura, projeção da ponta nasal e convexidade da asa, principalmente quando combinado com enxerto de cartilagem. Objetivos: avaliar a versatilidade do RPF na reconstrução nasal após cirurgia micrográfica de Mohs, sobretudo num ambiente ambulatorial e sob anestesia local, bem como discutir abordagens tradicionais e refinamentos recentes em seu design e execução. Métodos: estudo retrospectivo de pacientes com defeitos cirúrgicos decorrentes de cirurgia de Mohs reparados com o RPF. Resultados: 19 pacientes foram incluídos no estudo. Restauração da mucosa nasal foi necessária para defeitos de espessura total em quatro pacientes (22%). Suporte estrutural fornecido por enxerto de cartilagem auricular foi necessário em 12 (67%) pacientes. O pedículo do retalho foi desenvolvido ipsilateral ao defeito em 14 pacientes (74%). Complicações foram mínimas e incomuns. Conclusões: o RPF é retalho valioso no reparo de defeitos nasais extensos e profundos após cirurgia de Mohs. Com planejamento cirúrgico adequado, medidas para conforto do paciente e técnica meticulosa, o RPF pode ser realizado ambulatoriamente com segurança, atingindo resultados exclusivos na reconstrução nasal.


Palavras-Chave: CIRURGIA DE MOHS; RETALHOS CIRÚRGICOS; NEOPLASIAS NASAIS.

Estudo comparativo e randomizado para avaliação de dermocosmético contendo um complexo reparador de barreira nos cuidados da pele após tratamento cosmiátrico

Comparative, randomized study to evaluate a dermocosmetic containing a complex reparative for the skin barrier, for use in post-cosmiatric treatment

Sergio Schalka; Christiane Monteiro Agelune; Alessandra Torres Nogueira; Felipe Fernandes de Abreu

Resumo: Introdução: Os procedimentos cosmiátricos são comuns na dermatologia, e produtos com ação hidratante são recomendados no período após o procedimento, com a finalida de de acelerar a reepitelização. Objetivo: Avaliar formulação contendo complexo reparador de barreira, aplicada no período após esfoliação química, para redução do desconforto e melhora da hidratação da pele. Métodos: Estudo clínico comparativo, randomizado com a inclusão de 52 voluntários, divididos em dois grupos, submetidos à esfoliação com ácido retinoico a 5%. Medidas de avaliação clínica e técnicas biofísicas foram realizadas durante as seis visitas (D0 a D7), com o uso do produto em teste associado ao protetor solar no grupo I ou o uso do protetor solar puro no grupo II. Resultados: O grupo tratado apresentou melhor evolução da descamação e do ressecamento em todas as visitas, com significância estatística (p<0,05) para redução da descamação em D4 e D7. Na avaliação da hidratação, o grupo tratado obteve melhores resultados do que o controle, com significância estatística em D2, D3 e D4 (p<0,05). Conclusões: O uso da formulação estudada demonstrou ser eficaz na melhora dos sintomas e da hidratação da pele após a realização de esfoliação química cutânea.


Palavras-Chave: ABRASÃO QUÍMICA; PELE; COSMÉTICOS.

Avaliação clínica de uma formulação de uso tópico como auxiliar na prevenção de estrias na gestação

Clinical evaluation of a topical formulation to help prevent stretch marks during pregnancy

Flávia Alvim Sant’Anna Addor; Carolina Boggio Felsberg Coelho; Fabricio Collares Rosas; Luiz Carlos Alves Steffen; Felipe Fernandes de Abreu

Resumo: Introdução: As estrias ocorrem pelo rápido estiramento da pele, típico da gestação. Tratamentos tópicos vêm sendo estudados para prevenir seu aparecimento. Objetivo: avaliar a eficácia preventiva de estrias de uma formulação tópica. Métodos: Avaliaram-se 75 gestantes entre 18 e 40 anos. A área tratada foi o abdome, e a área-controle, a face interna do antebraço, com e sem o produto de teste, avaliando-se: maciez, hidratação e elasticidade além de medidas biofísicas para elasticidade e hidratação. Resultados: Das 75 gestantes, 52 finalizaram o estudo; destas, 9,6% apresentaram estrias na área abdominal tratada. Houve melhora significativa em os todos parâmetros clínicos avaliados (p<0,001). Nas medidas instrumentais, houve melhora significativa da hidratação e elasticidade na área abdominal, superior à da área-controle; quanto ao antebraço, também houve melhora significativa da área tratada em relação ao controle para ambos os parâmetros avaliados (p = 0,001). Comentários e Conclusão: A associação dos ingredientes da formulação (ácido láctico e lactato de sódio em emulsão com triglicerídeos do ácido caprílico e cáprico) foi capaz de aumentar os níveis de elasticidade e hidratação, reduzindo a incidência de estrias em comparação ao relatado em literatura.


Palavras-Chave: ESTRIAS DE DISTENSÃO, GRAVIDEZ, RELAXINA

Avaliação clínica de formulação de efeito osmótico na redução da sintomatologia pós-queimaduras superficiais: estudo-piloto

Clinical evaluation of a formulation with osmotic effect in reducing symptoms after superficial burns: a pilot study

Flávia Alvim Sant'Anna Addor, Patricia Camarano Pinto Bombarda, Felipe Fernandes de Abreu

Resumo: Introdução: Introdução: O tratamento das queimaduras superficiais é basicamente sintomático, visando reduzir o desconforto dos sinais e sintomas e promover a reparação cutânea. Alguns estudos vêm sendo desenvolvidos avaliando os mecanismos de ação osmótica no processo inflamatório. Formulações com ação osmótica têm a capacidade de reduzir o exsudato inflamatório, diminuindo a sintomatologia e mesmo o risco de infecções.
Objetivo: Avaliar a ação de um hidrogel de ação osmótica de uso tópico na diminuição da sintomatologia da queimadura superficial, considerada de primeiro grau.
Método: Foram avaliados 35 pacientes com quadro de queimadura de primeiro grau. O produto teste foi aplicado na área lesada como monoterapia, sendo analisados sintomas (ardência e/ou queimação) e sinais (eritema e edema), por questionário e avaliação clínica, em cinco, 15 e 30 dias. Para a avaliação do efeito restaurador da barreira cutânea, foram realizadas medidas de perda de água transepidérmica.
Resultados: Trinta e três pacientes terminaram o estudo; não houve reações adversas; a redução dos sintomas e sinais foi significativa (p<0,001); a recuperação completa da barreira cutânea foi registrada ao final do estudo.
Conclusão: O produto avaliado demonstrou eficácia na redução de sinais e sintomas decorrentes de queimaduras superficiais, exibindo perfil de segurança adequado.


Palavras-Chave: QUEIMADURAS, OSMOSE, SINTOMAS LOCAIS

Versatilidade do Retalho de Limberg nas reconstruções pós-ressecção de tumores em face

Versatility of the Limberg flap in reconstructions after resection of facial tumors

Tiago Sarmento Simão, Felipe Rodrigues Máximo, Rafael Ribeiro Pinheiro, Fellipe Emanuel Amorim Santos Barbosa, Débora Nassif Pitol, Leão Faiwichow

Resumo: Introdução: O retalho de Limberg foi criado em 1946 por Alexander Limberg, para cobertura de defeitos rombóides. A grande vantagem da utilização de retalhos locais na face é a similaridade de cor e textura dos tecidos vizinhos com o local do defeito a ser reparado.
Objetivo: Avaliar a vantagem do retalho de Limberg na face para reconstrução de defeitos gerados após ressecção tumoral.
Métodos: Análise retrospectiva de 12 casos de retalho de Limberg realizados para reconstrução de defeitos gerados após ressecção de tumores na face, no primeiro semestre de 2011, no Serviço de Cirurgia Plástica do HSPE-SP. Resultados: Houve 2 casos de epiteliólise, um deles evoluindo com necrose parcial do retalho, sendo que ambos os casos evoluiram bem com tratamento conservador e troca de curativos diários. Em 1 caso a paciente evoluiu com hematoma no pós-operatório necessitando drenagem cirúrgica e reposicionamento do retalho, evoluindo bem, com apenas pequena retração cicatricial.
Discussão: O desenho do retalho requer precisão, sendo a maior dificuldade a necessidade de desenhar lados iguais com ângulos precisos de 60 e 120 graus.
Conclusões: O retalho de Limberg apresentou bons resultados nos pacientes operados, e devido à sua versatilidade estes resultados podem ser reprodutíveis em várias regiões da face.


Palavras-Chave: FACE, RETALHOS CIRÚRGICOS, NEOPLASIAS CUTÂNEAS, RECONSTRUÇÃO

Fatores nutricionais e resistência da haste capilar: estudo clínico piloto

Nutritional factors and resistance of the hair shaft: a pilot clinic study

Flávia Alvim Sant'Anna Addor, Vanessa de Melo Cardoso Pereira, Felipe Fernandes de Abreu, Silvana Lima da Silva

Resumo: Introduction: The hair shaft's integrity can be compromised by the presence of some genodermatoses, with the use of cytostatic agents, and in physical-chemical traumas, such as straightening, dyeing, drying, etc.
Objective: To evaluate improvements in hair resistance after the ingestion of a dietary supplement. Methods: Patients complaining of hair loss due to breakage, with virgin or processed hair (dyed, straightened, or dyed and straightened) ingested a vitamin supplement for 90 days.
Results: There was clinical improvement in damaged strands that were removed in the pull test, in addition to statistically significant increases in the strength and shine of the hair, as perceived by patients (p <0.05).
Conclusions: Nutrition affects the maintenance of hair's resistance, and supplementation can improve the synthesis of the structures of the hair.


Palavras-Chave: SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR, CABELO, TINTURAS PARA CABELO

Estudo clínico para a avaliação das propriedades clareadoras da associação de ácido kójico, arbutin, sepiwhite® e achromaxyl® na abordagem do melasma, comparada à hidroquinona 2% e 4%

Evaluation of the whitening properties of combined kojic acid, arbutin, sepiwhite® and achromaxyl® vs. 2% and 4% hydro- quinone in the treatment of melasma

Adilson Costa, Lúcia Helena Fávaro de Arruda, Elisangela Samartin Pegas Pereira, Margareth de Oliveira Pereira, Felipe Borba Calixto dos Santos, Raquel Fávaro

Resumo: Introdução: Melasma é alteração cutânea comum e adquirida, de curso prolongado e tratamento muitas vezes refratário, gerando impacto psicológico negativo na vida dos acometidos.
Objetivos: Avaliar a eficácia, segurança e tolerabilidade da combinação tópica de ácido kójico, arbutin, sepiwhite® e achromaxyl ® em comparação à hidroquinona a 2% e a 4% na abordagem do melasma facial.
Métodos: Estudo clínico mono-cego, comparativo, monocêntrico, com 120 voluntárias, fototipos I a IV de Fitzpatrick, entre 18 e 50 anos de idade, divididas em grupo A (n = 40; Blancy® 2 vezes ao dia), grupo B (n = 40; hidroquinona 2% à noite) e grupo C (n = 40; hidroquinona 4% à noite), que usaram os produtos durante 90 dias consecutivos. Foram realizadas avaliações clínicas (classificação e quantificação do melasma) e fotográficas, além do questionário de impacto à qualidade de vida e avaliação global de eficácia.
Resultados: Cento e duas voluntárias (85%) finalizaram o estudo, (grupo A = 34, grupo B = 33, grupo C = 35). A métrica do Masi teve redução estatisticamente significante ao longo do estudo para os três Grupos (p-valor < 0,001).
Conclusão: O uso tópico da associação de ácido kójico, arbutin, sepiwhite® e achromaxyl ® demonstrou ser eficaz e seguro na abordagem do melasma, apresentando-se como alternativa no arsenal terapêutico dessa dermatose recalcitrante e inestética.


Palavras-Chave: MELANOSE, HIDROQUINONAS, ARBUTINA, QUALIDADE DE VIDA

Avaliação do padrão de uso de protetor solar em pacientes com vitiligo

Evaluation of sunscreen lotion usage patterns in vitiligo patients

Felipe Bochnia Cerci, Juliana Maria Zucco Viesi, Mariana Martins Bardou Zunino, Helena Zenedin Marchioro, Caio César Silva de Castro

Resumo: Fundamentos: Acredita-se que pacientes com vitiligo pertençam a um grupo mais susceptível para o desenvolvimento de neoplasias malignas da pele devido à ausência de melanina na pele afetada. Por isso, o uso de protetor solar é fundamental nesses pacientes.
Objetivo: Avaliar o padrão de uso de protetor solar em pacientes com vitiligo.
Métodos: Foi desenvolvido estudo transversal através de questionário e exame físico em pacientes com vitiligo, de agosto de 2009 a abril 2010, tendo sido analisadas as variáveis: dados demográficos; características clínicas do vitiligo; uso de protetor solar e hábitos de exposição solar.
Resultados: Participaram do estudo 121 pacientes, dos quais 43 usavam diariamente protetor solar, em sua maioria com FPS 30. As variáveis associadas ao uso diário foram sexo feminino (P = 0.001,OR = 4,76; 95% IC = 1,80-12,59) e recomendação pelo dermatologista na primeira consulta (P = 0.047, OR = 2,28; 95% IC = 1,01-5,28).
Conclusão: Foi determinado um padrão de uso de protetor solar em pacientes com vitiligo.Além disso, foi identificado que o aconselhamento do dermatologista teve significância estatística no uso de protetor solar por esses indivíduos (P = 0.047, OR = 2,28; 95% IC = 1,01-5,28).


Palavras-Chave: VITILIGO, AVALIAÇÃO, PROTETORES DE RAIOS SOLARES

Comunicações

Tratamento do vitiligo em progressão com minipulso oral de dexametasona

Treatment of developing vitiligo with oral mini-pulse of dexamethasone

Helena Zenedin Marchioro, Mariana Martins Bardou Zunino, Juliana Maria Zucco Viesi, Felipe Bocnhia Cerci, Caio César Silva de Castro

Resumo: Introdução: Foram analisados retrospectivamente dados de 26 pacientes com vitiligo em progressão, submetidos a protocolo de tratamento com minipulso oral de dexametasona. A resposta clínica e os efeitos colaterais foram avaliados em intervalos mensais. Dos 26 pacientes incluídos no protocolo de estudo, 12 (46,2%) apresentaram repigmentação das lesões, 11 (42,3%) estabilização, e três (11,5%) progressão da doença. Dez pacientes (38,5%) apresentaram efeitos colaterais, sendo o aumento de peso a reação adversa mais comum. Houve associação entre tempo de tratamento e frequência dos efeitos colaterais.


Palavras-Chave: VITILIGO, PULSOTERAPIA, DEXAMETASONA

Relatos de casos

Angiossarcoma cutâneo exuberante na face

Exuberant facial cutaneous angiosarcoma

Livia Matida Gontijo; Elaine Cristina Faria Abrahao Machado; Ana Helena Kalies Oliveira; Luana Siva Martins; Luis Antonio Brandi Filho; Felipe Borba Calixto Santos

Resumo:

O angiossarcoma é neoplasia vascular rara e agressiva, que pode ocorrer em qualquer região do tegumento cutâneo, principalmente na face e no couro cabeludo. De caráter ramificado, clinicamente pode apresentar-se como mácula, pápula, placa ou nódulo de coloração eritematosa, limites imprecisos e crescimento expansivo, sendo o diagnóstico baseado na correlação clínico-patológica. No presente estudo, relata-se o caso de paciente com quadro exuberante de angiossarcoma cutâneo na face tendo sido realizada ressecção cirúrgica como primeira opção terapêutica


Palavras-Chave: Dermatologia; Hemangiossarcoma; Neoplasias vasculares; Sarcoma

Sutura purse-string combinada com cicatrização por segunda intenção para reparo de defeito cirúrgico temporal

Purse string-suture combined with second intention healing for temporal region repair

Marcos Noronha Frey; Rita de Cássia Rossini; Felipe Bochnia Cerci

Resumo:

A sutura purse-string é uma das várias técnicas de reparo em cirurgia dermatológica. Suas principais indicações são feridas com formato oval ou redondo localizadas em tronco e membros.
Os autores descrevem a combinação da sutura purse-string com cicatrização por segunda intenção para reparo de defeito cirúrgico em região temporal, após remoção de carcinoma basocelular.
A sutura purse-string é capaz de produzir resultados estéticos favoráveis em casos selecionados. Apesar de mais indicada no tronco e nos membros, pode ser indicada na região temporal quando se deseja evitar métodos de reparo mais complexos.


Palavras-Chave: Ferimentos e lesões;Técnicas de fechamento de ferimentos; Técnicas de sutura

Retalho de rotação para reconstrução de lábio cutâneo superior após cirurgia micrográfica de Mohs

Rotation flap for the reconstruction of the cutaneous upper lip after Mohs micrographic surgery

Felipe Bochnia Cerci

Resumo:

Introdução: O lábio cutâneo superior é frequentemente acometido por neoplasias malignas da pele. O tratamento cirúrgico é o preferível para a maioria das lesões nesse local. Sempre que disponível, a cirurgia micrográfica de Mohs deve ser considerada para essa área.
Relato de caso: Descreve-se aplicação de retalho de rotação para lábio cutâneo superior em paciente submetido à cirurgia micrográfica de Mohs.
Discussão: Há diferentes opções para restaurar defeitos cirúrgicos no lábio cutâneo superior. Quando fechamento primário não é possível, o retalho de rotação pode ser considerado. Ele permite camuflar o arco da rotação no sulco nasogeniano e as demais incisões nas rítides periorais.


Palavras-Chave: NEOPLASIAS LABIAIS; CIRURGIA DE MOHS; RETALHOS CIRÚRGICOS

Carcinoma de células de Merkel com imunofenótipo atípico: desafio diagnóstico

Merkel cell carcinoma with atypical immunophenotype: diagnostic challenge

Cínthia Mendes; Carolina Ferraz do Amaral; Andre Luiz Simião; Felipe Borba Calixto dos Santos; Amilcar Castro

Resumo:

O carcinoma de células de Merkel (CCM) é um tumor raro de origem neuroendócrina e epidérmica, de mau prognóstico. Está classicamente associado à imunossupressão, exposição solar e, mais recentemente, ao poliomavírus (MCPyV). Caracteristicamente, o carcinoma de células de Merkel apresenta positividade para marcadores epiteliais e neuroendócrinos. A expressão combinada desses marcadores é o dado que corrobora o diagnóstico. Tumores MCPyV- possuem prognóstico desfavorável. Relata-se um caso de carcinoma de células de Merkel com imunofenótipo atípico (CK20 negativo) e comportamento agressivo. Este relato se justifica para reforçar a importância do conhecimento, pelos dermatologistas, de diferentes imunofenótipos que podem estar associados ao carcinoma de células de Merkel.


Palavras-Chave: CARCINOMA DE CÉLULA DE MERKEL; IMUNO-HISTOQUÍMICA; MERKEL CELL POLYOMAVIRUS

Tratamento cirúrgico do xantelasma com técnica de blefaroplastia

Surgical treatment of xanthelasma using blepharoplasty

Poliana Santin Portela; Felipe José da Cruz Oliveira; Daniel Fabiano Ferreira

Resumo: O xantelasma é queixa frequente nos consultórios de dermatologia, principalmente entre as mulheres. Clinicamente apresenta-se como placas amareladas, planas ou ligeiramente elevadas, na região palpebral. Há diversas modalidades descritas no tratamento dessa condição, sendo que, para correção de xantelasmas extensos, particularmente em pacientes com excesso de pele, a técnica mais utilizada é a blefaroplastia.


Palavras-Chave: XANTOMATOSE, BLEFAROPLASTIA, PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS

Bleomicina para queloide rebelde e gigante - nova opção de tratamento

Bleomycin in refractory giant keloids: a new treatment alternative

Glaysson Tassara Tavares, Felipe Osta de Oliveira, Rafael de Abreu Moraes, Thaís Sanai Batista

Resumo: Queloide é afecção descrita há alguns séculos, porém ainda hoje seu manejo e terapia apresentam resultados muitas vezes insuficientes. Há, atualmente, diversos tratamentos, como corticoterapia intralesional e terapia compressiva, entre outras. Relata-se o caso de paciente com histórico de queloides nos lóbulos das orelhas há cinco anos, com evolução recidivante após as terapêuticas empregadas. Utilizando injeções intralesionais de bleomicina após redução cirúrgica, houve regressão completa das lesões por dois anos. A bleo- micina tem-se tornado opção terapêutica para queloides refratários aos tratamentos convencionais com poucos efeitos colaterais e resposta duradoura.


Palavras-Chave: BLEOMICINA, CICATRIZ HIPERTRÓFICA, QUELÓIDE


Facebook Twitter Linkedin

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações